Facebook Twitter Youtube
Uma tarde ao som do Gramofone

Nesse fim de semana tive o imenso prazer de escutar pela primeira vez a melodia marcante do som de um gramofone. O que posso dizer é que a experiência foi incrível, o som nos faz viajar no tempo e imaginar como era a reação das pessoas na época em que ele foi inventado.

O gramofone foi patenteado em 1887 pelo alemão Emile Berliner. Ele não foi o primeiro reprodutor de som a ser criado, haviam sido desenvolvidos alguns projetos antes dele, o mais conhecido é o fonógrafo de Thomas Edison. Mas o gramofone acabou superando seus concorrentes, pois era o primeiro a reproduzir discos.

Os discos cobertos com vinil, cobre, cera, goma laca e outros, eram gravados por uma agulha e as vibrações do som eram emitidas por uma corneta interligada a uma lâmina que sustentava a agulha.

Esses discos de vinil, conhecidos como discos de 78 rotações ou simplesmente como discos de gramofone, eram simples de fabricar e fáceis de carregar apesar da sua fragilidade. O diâmetro desses discos variava entre 15 a 30 cm e gravavam cerca de 2 a 5 minutos em cada lado.

O gramofone, é sem dúvida um aparelho espetacular, pois como disse o Sr. Jorge Fakhouri, dono de uma raridade dessas, "é uma máquina que não precisa de energia elétrica e nem de bateria, basta rodar uma manivela para que o gramofone possa tocar as velhas e lindas canções pra você”.

Confiram o som de um gramofone no link abaixo.

http://www.flickr.com/photos/achadosdachris/9148304818/

 

 

 

Comentários
NENHUM COMENTÁRIO
Fale com a Chris Fale com a Chris Fale com a Chris Fale com a Chris Home Sobre a Chris Fale com a Chris
Achados da Chris 2013 ©Todos os direitos reservardos - Desenvolvimento: Ellos design